SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

NUCA - SELO UNICEF DISTRIBUIRÁ REVISTA NAS ESCOLAS ALERTANDO SOBRE A AIDS

Na terça-feira (01/12) comemora-se o Dia Mundial de Combate à Aids. Em virtude da data, adolescentes do NUCA e o Articulador do Selo UNICEF, Eduardo Vasconcelos irão promover ações de conscientização.  Foram escolhidos 5 (cinco)) escolas: Escola Municipal Nestor Marinho; Escola Municipal Deputado Márcio Marinho; Escola Estadual Alberto Maranhão; Escola Estadual Rosa Pignataro e Escola Modelo, durante todo o dia. O NUCA distribuirá panfletos e promoverá um diálogo com os alunos/adolescentes para alertar sobre a importância do uso de camisinha. O objetivo da ação é dar continuidade ao trabalho de prevenção do HIV/AIDS, do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas. O público alvo será alunos/adolescentes de 15 a 18 anos.
No Seminário SER ADOLESCENTE, que ocorrerá dia 14 de dezembro no Plenário da Câmara Municipal de Nova Cruz, promoverá Rodas de Conversas com alunos das Escolas das Redes Municipal e Estadual de Ensino, convidados para participar e se engajarem nesta luta! 
Por uma infância/adolescência SEM AIDS!
A campanha tem o apoio da CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação; SMS; SME; SMAS; AMES; ANE/RN; CPC/RN; CPC DA ANE/RN; CBV - Nova Cruz; Rede NUCA; IJC; CONSEC; CASA RENASCER e Prefeitura Municipal de Nova Cruz.

sábado, 28 de novembro de 2015

Requião sobre TV Globo: 'Não podemos deixar que acuse, julgue e condene'

João Feres, Requião e Comparato participam de debate no Sindicato dos Jornalistas de SP

"No segundo dia de debates no Sindicato dos jornalistas de SP, senador teve acompanhia do jurista Fábio Konder Comparato, que defendeu o “direito de resposta social”, e do cientista político João Feres

Eduardo Maretti, RBA

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) defendeu ontem (26), em São Paulo, a Lei do Direito de Resposta (n° 13.188/2015), da qual é o autor. Segundo ele, o texto legal está sendo mal interpretado ao ser considerado por órgãos de imprensa e alguns advogados como uma ameaça à liberdade de expressão. O senador lembra que a lei nem sequer prevê entrar no mérito ou condenar veículos de imprensa por prejudicar aimagem de pessoas.

“O fundamental é dizer que, com a lei, não se trata de julgar o mérito de uma acusação de um meio de comunicação. Trata-se apenas de garantir o direito ao contraditório”, disse.

Referindo-se à TV Globo, o parlamentar afirmou: “Nesse tribunal da opinião pública, não podemos deixar que um megaórgão de comunicação, verticalizado, que tem rádio,televisão, jornal, revista, acuse, julgue e condene, destruindo a imagem e qualquer possibilidade social de sobrevivência do personagem, que pode ser um político, sim. Mas pode ser o coreano dono da Escola de Base, ou um sujeito qualquer do interior. Esta lei é tão drástica assim? Não é.”
Além de Requião, participaram do evento, no segundo dia de debates no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (com o tema "Direito de resposta:  
regulação e liberdade de imprensa”), o jurista Fábio Konder Comparato e o cientista político João Feres Júnior, coordenador do Manchetômetro. Na quarta-feira, o debate reuniu Franklin Martins, ex ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, o jornalista Paulo Henrique Amorim e o professor Laurindo Lalo Leal Filho.

O senador contou que o projeto tramitou por cinco anos antes de virar lei e chegou a ser engavetado pelos dois mais recentes presidentes da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), hoje ministro do Turismo, e Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Engavetaram o projeto, até que eles e seus colegas parlamentares perceberam que a proposta podia lhes interessar. Circunstâncias surgiram, e a pimenta começou a arder nos olhos deles todos. De repente, verificaram que o direito de resposta, que queriam impedir de qualquer maneira, também tinha a ver com eles, que estavam sendo acusados de coisas e não tinham nenhuma condição de fazer a contraposição.”

Em palestra erudita, o jurista Fábio Konder Comparato ressaltou a importância do direito de resposta, mas defendeu a ampliação do que chamou de “direito de resposta social”. “É preciso que alguém tenha o direito de responder representando a sociedade. Um jornal diz que uma negra tem um cabelo horrível ou que afinal o sujeito é muito mão fechada porque é descendente de judeu. Ou, até há pouco tempo os homossexuais eram tratados com paulada. É preciso o direito de resposta por retificação social, para a defesa de uma etnia, uma cultura, uma população.”

Comparato defendeu também que ONGs ou representantes de profissionais, por meio de sindicatos, tenham direito de ocupar horários na televisão e no rádio. Ele afirmou considerar fundamental “desoligarquizar” os meios de comunicação. “Precisamos avançar a uma era em que o povo possa debater coisas importantes para si, tal como acontecia na Ágora grega.”

João Feres Júnior fez uma apresentação sobre a atuação da imprensa em campanhas eleitorais e mostrou uma série de manchetes da Folha de S. Paulo, no processo eleitoral de 2010, que "chegam a ser cômicas", disse. "Dados sigilosos da filha de Serra foram obtidos por filiados do PT", dizia uma manchete do jornal paulista. "Consumidor de luz pagou R$ 1 bi por falha de Dilma", informava outra.

Requião voltou a criticar a presidenta Dilma Rousseff por ela ter vetado artigo da nova lei que garantia ao ofendido se apresentar pessoalmente em veículo rádio ou TV para responder a uma ofensa. “O veto é completamente irrazoável.” Em entrevista ao jornalista Paulo Henrique Amorim há duas semanas, o senador disse que o veto foi uma concessão às emissoras de TV, principalmente a Globo.

Ontem, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade, no Supremo Tribunal Federal (STF), contra a Lei de Direito de Resposta. O argumento é o de sempre: segundo a entidade, a legislação é inconstitucional por ofender a liberdade de imprensa."

Fonte: Bloghttp://nogueirajr.blogspot.com.br/ -  Brasil! Brasil!

Leilão de imóveis de Carla Ubarana em Baía Formosa termina sem interessados

O leilão dos imóveis de Carla Ubarana em Baía Formosa terminou sem interessados nesta sexta-feira (27). Apenas mobílias da ex-chefe do Setor de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) foram arrematadas.
A venda dos bens de Ubarana é uma tentativa de ressarcir os R$ 14,1 milhões desviados por ela e o marido, George Leal, dos cofres do Estado no esquema de fraudes de fraudes descoberto durante a Operação Judas. Segundo o leiloeiro oficial nomeado pela Justiça Estadual, Davi Eduardo Paulim, a juíza de Canguaretama é quem vai definir sobre um novo leilão
Fonte: Robson Pires

Programação completa do Carnatal 2015 foi divulgada

A ordem e horários dos blocos e shows da Arena do Carnatal 25 anos foram divulgadas. A folia começa na quinta-feira (03), às 18:30. O primeiro bloco a passar pelo Corredor da Folia é o Burro Elétrico. Psirico encerra o primeiro dia de festa, às 23:30, no Palco Skol.
Sexta-feira (04) É o Tchan dará início a programação no Palco Skol, às 18h. O Vumbora dá a primeira volta no Corredor da Folia às 18:30, seguido pelos blocos Me Abraça (19:00), Largadinho (19:30) e Vai Safadão (21:30).O Bicho estreia no Carnatal 2015 no sábado (05), às 19:30. Léo Santana passa pela avenida às 21:30, no Swingaê. A banda Oito7Nove4 encerra a noite no Palco Skol.
No domingo, a programação do Carnatal começa mais cedo. Às 16:30 a banda Cavaleiros do Forró se apresenta do Palco Skol. Ivete Sangalo agita o último dia de folia a partir das 17:30, no bloco Coruja. Quem encerra a programação do evento é a banda Cheiro de Amor no Palco Skol. Para conferir a programação completa acesse as páginas oficiais do Carnatal.
Fonte: Robson Pires

Caixa explica que atraso de dados gerou confusão na divulgação da Mega-Sena

dicas-mega-sena-1669(1)A página oficial da ‘Loterias da Caixa’ no Facebook enviou nota oficial com esclarecimentos sobre uma suposta fraude, levantada pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR), no concurso 1764 da Mega-Sena, que sorteou R$ 205 milhões na quarta-feira (25). Na nota, a Caixa Econômica Federal informa que “um atraso de dados foi o responsável pela confusão” no resultado do sorteio.
O comunicado diz: “Mantendo sua política de transparência com relação às loterias, a Caixa presta esclarecimento para seus clientes e para toda a sociedade sobre o concurso nº 1764 da Mega-Sena realizado na quarta-feira, 25 de novembro. A Caixa informa que, por causa de um atraso na atualização dos dados, a palavra ‘acumulou’, referente ao sorteio anterior, se manteve na tela inicial das Loterias no site”.
A suspeita de fraude no concurso foi levantada após Álvaro Dias contestar um descontrole de informações da CEF, que havia dito que o concurso 1764 tinha acumulado. A informação foi retificada minutos depois, quando a Caixa garantiu que apenas uma pessoa havia ganhado o prêmio.
Fonte: Robson Pires

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Senador anuncia que cobrará explicações da Caixa sobre vencedor da Mega

Foto> Google Imagem
O Senador Alvaro Dias (PSDB) anunciou, na manhã desta quinta-feira (26/11), que cobrará explicações da Caixa Econômica Federal sobre suposta irregularidade no anúncio do vencedor do concurso 1764 da Mega-Sena, que ocorreu na última quarta-feira (25/11), em Cândido Mota (SP).
De acordo com o senador, a CEF informou inicialmente no site que a bolada de R$ 205 milhões havia acumulado novamente, sem ganhadores. No entanto, momentos depois, ele anunciou um único vencedor: “Essas irregularidades devem ser passadas a limpo urgentemente”.
Conhecido por registrar denúncias sobre manipulação de resultados, fraudes e lavagem de dinheiro nas Loterias da Caixa, o Senador faz parte de uma investigação que compõe inquérito policial que tramita na Justiça Federal. Ele apresentou recentemente um Projeto de Lei que inibe fraudes e lavagem de dinheiro com prêmios de loterias.
Fonte: Robson Pires

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Governo do Estado paga folha dias 30 de novembro e 1º de dezembro

O Governo do Estado paga a folha dos servidores nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro. Os servidores aposentados e pensionistas receberão segunda-feira (30), enquanto os ativos terão seus vencimentos depositados na terça-feira (1º).
Apesar das frustrações de receita terem ultrapassado R$ 500 milhões em comparação ao orçamento previsto em 2015, o Poder Executivo segue focado e acompanhando diariamente a arrecadação do Estado para honrar todos os compromissos assumidos até dezembro, incluindo a segunda parcela do 13º salário e a folha de dezembro. Por enquanto ainda não é possível confirmar datas nem firmar um calendário de pagamento para os próximos vencimentos.
Fonte: Robson Pires

Contraponto 18.247 - "Prisão de Delcídio é abertura para prender políticos do PSDB até agora inimputáveis" 26/11/2015

Por Davis Sena Filho
Considero realista a prisão do tucano que militava no PT, Delcídio Amaral, o senador petista com a alma privatista e entreguista do PSDB, que jamais defendeu os governos Lula e Dilma, além de apoiar, inacreditavelmente, as privatizações de rapinagem que aconteceram no Brasil do neoliberal FHC, bem como defende que o Pré-Sal seja entregue à iniciativa privada (privada nos dois sentidos, tá?!).

A prisão do senador do PT de alma tucana é a abertura para se prender políticos do PSDB até agora inimputáveis. Também o é um bom sinal de que nem todos os brasileiros são idiotas, no sentido de acreditarem que a corrupção no Brasil começou com o PT, quando todo mundo sabe, até os recém-nascidos, os mortos, os ingênuos e os que foram abduzidos por extraterrestres, que foi exatamente nos governos petistas que políticos, grandes empresários e funcionários públicos em cargos de poder e mando começaram a ser presos.

Tais realidades nunca aconteceram antes no Brasil. E todo mundo sabe disso, inclusive os "espertos" e os "inteligentes" da oposição demotucana, da imprensa de mercado dos magnatas bilionários e dos inúmeros segmentos conservadores que ora estão encastelados na Justiça, na Polícia Federal, no Ministério Público e no mundo empresarial, notadamente os reacionários da Fiesp e da Firjan, além de suas congêneres em praticamente em todos os estados da Federação.

Entretanto, o que importa é que o senador tucano e que, como um vírus, se hospedava no PT, pode ser muito útil para a consciência coletiva da cidadania brasileira, que está cansada de ser tratada como idiota por certos juízes, delegados e procuradores que acham que todo mundo é burro e não percebe que os governos do PSDB e do DEM, tanto em âmbito federal, na Era FHC, quanto nas esferas estaduais e municipais estão envolvidos em dezenas de escândalos tão graves como os que hoje estão a ocupar as manchetes seletivas das mídias familiares direitistas e de tradições historicamente golpistas.

Vamos ver se a Justiça brasileira vai deixar de ser absurdamente seletiva e fazer a PF bater nas portas, por intermédio do STF, em gabinetes de demotucanos de alta plumagem, que concorreram, inclusive, à Presidência da República, sendo que quase todos, sem exceção, ocuparam ou ocupam cargos executivos, de governadores, de secretários, de prefeitos e de ministros. Evidentemente que  tais políticos receberam dinheiro da iniciativa privada para financiar suas eleições, inclusive de megaempresários que agora estão presos, principalmente os donos de construtoras.

A verdade é que  o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato, considerou que Delcídio Amaral tem atuado de forma "concreta e intensa" para evitar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, conforme também considera a Procuradoria Geral da República, de Rodrigo Janot, que certamente, um dia, terá  também de voltar seus olhos para os crimes de corrupção perpetrados pelos tucanos, mas que nunca chegam às barras dos tribunais.

A sensação é de impunidade e de descrédito na Justiça. Pode acreditar. Quando me reporto ao porteiro, ao motorista de táxi, ao balconista de bar, ao garçom, à faxineira, à maioria dos taxistas, além de muitos outros profissionais, sendo que a maioria deles não teve a oportunidade de frequentar os bancos de uma universidade, todos, com algumas exceções, estranham a conduta da Justiça e de certos juízes, delegados e promotores.

E explico por quê. Porque as pessoas não são idiotas, apesar de a classe média coxinha e conservadora, a imprensa de negócios privados, além da oposição partidária tratarem, equivocadamente, o povo brasileiro desta forma tão desrespeitosa e desdenhosa. Engana-se aquele que considera o povo idiota. Quem sofre, no decorrer da existência, as intempéries da vida sabe onde o calo dói, além de compreender, completamente, aqueles que estão ao seu lado e atendem seus interesses de melhorar de vida.

Quase todas as pessoas, principalmente as que, de uma maneira ou outra suas vidas melhoraram por causa dos programas e projetos dos governos Lula e Dilma, sabem que os tucanos e seus principais aliados, como o DEM e o PPS, não são presos no Brasil. É como se eles fossem inimputáveis e vivessem à margem da Lei, da Constituição, apesar dos inúmeros escândalos, muitos deles bilionários, mas que são vergonhosamente engavetados por servidores públicos, que se vestem de preto e usam togas, capas e servem a inúmeros chapéus, quando o único chapéu a ser servido é o chapéu do contribuinte — do povo brasileiro.

Chapéus de todas as formas e tamanhos, por sinal, sendo que a maioria da oposição e do empresariado inquilino da plutocracia, principalmente os coronéis midiáticos e sonegadores de impostos, que pautam a vida brasileira e, com efeito, impõem suas agendas políticas e econômicas, que, obviamente, não atendem aos interesses do Brasil e de seu povo. Cartéis e oligopólios de mídias mercantilistas que abafam, inescrupulosamente, os crimes de corrupção e de tráfico de influência dos políticos do PSDB e do DEM. Aliás, como sempre aconteceu e acontecerá.

A verdade é que o senador petista de alma tucana, Delcídio Amaral, transformou-se na abertura para que políticos de poder e mando, que tem influência e governam este País, em âmbitos federais, estaduais e municipais, sejam presos, mesmo a exercer mandatos. Espera-se que os juízes, independente de suas instâncias, não sejam seletivos e partidários. Que esqueçam suas ideologias, partidarismos e seus desejos individuais. Que se atenham aos autos dos processos, em silêncio, como se fossem monges a observar, pensar, ler, avaliar, comparar e ponderar para que a justiça seja feita em nome do povo, que paga-lhe seus salários, status, poder e carreira.

Se o senador Delcídio Amaral deve, que responda aos tribunais. O Brasil está agora à espera dos tucanos, que até agora, inacreditavelmente, são considerados inimputáveis. Que não fique pedra sobre pedra. A casa grande, seus aliados e porta-vozes estão totalmente equivocados. O povo brasileiro não é idiota. Idiota é aquele que pensa que o povo não vê e observa. A palavra "inimputável" tem de ser extinta do dicionário. É isso aí. 


Fonte: Contexto Livre 
.

Descrição: https://mail.globo.com/roundcubemail/assets/program/resources/blocked.gif.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

UBM divulga nota contra o retrocesso nos direitos das mulheres

A União Brasileira de Mulheres (UBM), nos seus 28 anos de história e de lutas em defesa dos direitos e pela emancipação das mulheres, neste 25 de novembro de 2015, Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres, reafirma seu compromisso com a defesa dos direitos humanos das mulheres como instrumento da construção de um mundo justo, fraterno, solidário e livre de toda forma de opressão.Temos o direito humano a uma vida sem violência, e​ quando se materializa a violência contra a mulher, principalmente a violência doméstica, todo mundo perde. O enfrentamento tem que combinar uma discussão ampla, que nos permita desvendar e desconstruir as amarras da cultura milenar que estruturou e consolidou as desigualdades de gênero.
O Mapa da Violência 2015, Homicídio de Mulheres no Brasil, pesquisa realizada pela Faculdade Latinoamericana de Ciências Sociais/Brasil, e divulgada dia 10, confirma, mais uma vez, a centralidade da violência doméstica e familiar nos homicídios de mulheres, calcada nas relações desiguais de gênero, agora tipificados pela lei 13.104/2015, como um crime hediondo, o feminicídio. Em 2013, o número de vítimas no país chegou a 4.762, isto é, 13 assassinatos de mulheres por dia. Por isso o Brasil ocupa a quinta posição entre 83 países analisados. Dado importantíssimo é que os homicídios de mulheres também têm um recorte racial trágico. Na medida em que caiu o número de homicídios de mulheres brancas 9,8% – 1.747 para 1.576 vítimas, de 2003 a 2013 – o de mulheres negras aumentou 54,2% – de 1.864 para 2.875 assassinatos. A partir da vigência da Lei Maria da Penha houve uma queda de 2,1% de vítimas mulheres brancas e aumentou 35,05 entre as negras.
O enfrentamento da violência contra as mulheres é tarefa complexa que exige mais processos articulados e estratégias de caráter público. Devemos nos informar cada vez, exercer o controle social e cobrar as políticas públicas, é preciso trazer o que está na lei para a vida das mulheres.
Exigimos que as Convenções e os Tratados Internacionais ratificados pelo Brasil sejam implementados em sua integralidade. Exigimos que o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres seja efetivado com controle social democrático, denunciando estados e municípios descomprometidos e omissos, realizando articulação entre as várias instâncias de governo e o movimento feminista de forma a concretizar seus princípios e propostas de ações na vida das mulheres brasileiras. Exigimos a execução do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher que prioriza ações voltadas para as mulheres negras, indígenas e da zona rural. Exigimos a defesa intransigente da Lei Maria da Penha. A impunidade é apontada como um fator que merece destaque para explicar a prevalência da violência e do aumento dos homicídios contra mulheres. A impunidade reforça diretamente a ideologia patriarcal da submissão das mulheres e evidencia falhas graves no sistema dos operadores da lei, pois lei existe.
A Lei Maria da Penha é um instrumento na luta pelo fim da violência contra as mulheres, por isso precisamos estar vigilantes a sua efetiva aplicação, para que aumente o número de juizados especializados e de serviços de atendimento ás vítimas e agressores, pois sem isso, contamos apenas com a parte repressiva da lei e isso não é suficiente para garantir a integridade e dignidade das vítimas. Defendemos a implantação e apoio às Secretarias e organismos de políticas para as mulheres, e ampliação substancial de seu orçamento.
Infelizmente, o Congresso mais conservador da história desde 1964 vem tentando impor ao conjunto da sociedade uma agenda restritiva de direitos, profundamente obscurantista e machista, como é o caso do PL 5069/2013 de autoria do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), uma das peças mais misóginas que o parlamento brasileiro já produziu, que objetiva a dificultar o acesso aos serviços de saúde e aborto legal às vítimas de violência sexual.
Não admitiremos nenhum retrocesso! Seguiremos nas ruas com a Primavera das Mulheres em defesa dos nossos direitos! E o direito a viver uma vida livre de violência, é direito de todas nós!
União Brasileira de Mulheres
25 de Novembro de 2015

Senado decide manter prisão do senador Delcídio Amaral

Delcidio_do_AmaralO plenário do Senado decidiu manter a prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS). Em votação aberta, os senadores decidiram que o líder do governo deverá ser solto/mantido preso por 59 votos contra 13 e 1 abstenções.
Delcídio está preso na carceragem da Polícia Federal (PF) em Brasília após decisão unânime da segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi levado para a PF hoje pela manhã, na 21ª fase da Operação Lava Jato, quando também foram presos seu chefe de gabinete Diogo Ferreira e o presidente do banco BTG Pactual, André Esteves.
A prisão foi embasada por uma gravação apresentada pelo filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, em que o senador oferece R$ 50 mil por mês para a família dele e mais um plano de fuga para que Cerveró deixasse o país. O objetivo de Delcídio era evitar que o ex-diretor fizesse acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.
Fonte: Robson Pires

Marcha em Defesa do SUS acontece dia 1º de dezembro em Brasília

Entidades que integram a Frente em Defesa do SUS - AbraSUS realizam, no próximo dia 1º de dezembro, às 14h, em Brasília, a Marcha em Defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). A mobilização, que acontece no dia da abertura da 15ª Conferência Nacional de Saúde, é contra o possível corte de R$ 16 bilhões, previsto para 2016 no orçamento destinado à saúde, e o subfinanciamento crônico do SUS. Trabalhadores, usuários, movimentos sociais e centrais sindicais, como a CTB, seguirão em caminhada da Catedral de Brasília até o Congresso Nacional, pedindo o aumento de recursos para o setor, por meio, inclusive, da aprovação da PEC 01/2015.
A proposta traz de volta o Projeto Saúde +10, de iniciativa popular, que obriga a União a investir 10% da receita corrente bruta na saúde pública. A PEC 01 destina, de forma progressiva, 15%, no primeiro ano, até 18,7%, no quinto ano, da Receita Corrente Líquida para a saúde, com o montante final correspondente aos 10% das Receitas Correntes Brutas pleiteadas pelo Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública.
A 15ª Conferência Nacional de Saúde vai até o dia 4 de dezembro, no centro de Convenções Ulysses Guimarães, na capital federal, sob o tema “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Direito do Povo. O evento, promovido pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), foi convocado pela presidenta Dilma Rousseff, a fim de reafirmar e fortalecer a participação social no processo de formulação das políticas públicas para a área.
A Frente em Defesa do SUS – AbraSUS, foi lançada nos dias 11 e 12 deste mês. Durante o lançamento, o movimento divulgou um Manifesto em defesa do SUS. O documento defende, entre outras coisas, novas fontes de financiamento exclusivas para o sistema, entre elas, a contribuição sobre as movimentações financeiras (nos moldes da CPMF) e a taxação de grandes fortunas.
Confira a íntegra do Manifesto: 
O processo de subfinanciamento histórico do Sistema Único de Saúde - SUS teve continuidade em 2014 e será ainda mais grave segundo as projeções de recursos alocados no orçamento federal para 2015 e 2016.
A piora do quadro está no fato de que os baixos valores alocados no orçamento federal para atender a aplicação mínima constitucional não são mais suficientes para cumprir com as despesas compromissadas ou pactuadas com Estados e Municípios nos padrões que já não garantiam plenamente este direito constitucional para a população: uma parte das despesas de 2014 (R$ 3,8 bilhões) foi garantida com recursos do orçamento de 2015; e esta mesma situação se repetirá de 2015 para 2016 (R$ 5,9 bilhões) e de 2016 para 2017 (R$ 16,6 bilhões).
As consequências negativas disto sobre as despesas que representam cerca de 2/3 dos valores da aplicação do Ministério da Saúde em ações e serviços públicos de saúde (ASPS) refletirão diretamente na população em termos de deterioração da qualidade do atendimento de saúde nas diferentes unidades de serviços existentes no Brasil: assim como ocorreu em 2014 e está ocorrendo em 2015, faltará recursos adequados para atendimento em hospitais, realização de exames, atenção básica nas unidades de saúde, programa saúde da família, farmácia popular, entre outros.
A situação do SUS é dramática. Seu colapso pode afetar as condições e a qualidade da atenção à saúde de 200 milhões de brasileiros. Na prática, o direito social à saúde está ameaçado. Na Constituição de 1988, o movimento da reforma sanitária apostou na:
Universalização, na integralidade e na equidade dos serviços públicos de saúde e na participação popular. Tais pressupostos são fundamentais, em especial o artigo 196 da Constituição (saúde é um dever do Estado, um direito do cidadão).
Porém, são insuficientes para garantir a legitimidade do SUS diante das classes populares e das classes médias. Em 2014, o SUS destinou para todos R$ 1.063 per capita/ano. Comparativamente, os planos privados de saúde, beneficiados por isenções fiscais e empréstimos a juros subsidiados, gastaram o equivalente a R$ 2.818 per capita/ano para sua clientela quatro vezes menor.
Neste quadro, devemos combater a redução de recursos do Ministério da Saúde e apostar na melhoria da qualidade do gasto, definindo prioridades na alocação de recursos, alertando para o fato de que a maior parte dos problemas de gestão decorre exatamente desta falta de recursos – especialmente na área de recursos humanos.
Às vésperas da realização da 15ª Conferência Nacional de Saúde, a unidade da luta institucional, social e popular em defesa do SUS deve conciliar três eixos de ação que podem resolver no curto prazo os efeitos negativos do subfinanciamento do SUS para o atendimento de saúde da população:
Apoiar a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 01-A/2015 – que modifica a Emenda Constitucional nº 86/2015 por meio do aumento do valor da aplicação mínima da União em ASPS para 19,2% da Receita Corrente Líquida e rejeitar a prorrogação da DRU (Desvinculação das Receitas da União) para 2023 com alíquota majorada para 30% em tramitação no Congresso Nacional;
Defender a criação de uma contribuição sobre as movimentações financeiras (nos moldes da CPMF) e a taxação sobre grandes fortunas como novas fontes exclusivas para o SUS, cujos projetos estão tramitando no Congresso Nacional, de caráter progressivo (quem dispõe de maior capacidade contributiva deve pagar mais) e compartilhada entre a União, os Estados, Distrito Federal e os Municípios; reforma tributária que promova a justiça fiscal; e
Cobrar do governo federal a mudança da política econômica de caráter recessivo, com o início imediato de um processo de redução da taxa de juros, por outra política voltada para o crescimento econômico com inclusão social.
Frente em Defesa do SUS - AbraSUS
De Brasília, Ruth de  Souza - Portal CTB

16 Dias de Ativismo: Dirigente da ONU diz que campanha veio para desnaturalizar violência

A Comissão Permanente Mista de Combate à Violência contra a Mulher, em parceria com a Procuradoria da Mulher do Senado e a Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados, realizou hoje (25) um ato solene pelo Fim da Violência contra a Mulher. Na ocasião ocorreu o lançamento do blog da Comissão e do Mapa da Violência 2015 – Homicídio de Mulheres no Brasil. A cerimônia teve as presenças do professor Júlio Jacobo (responsável pela pesquisa do Mapa) e da representante da ONU-Mulheres no País, Dra. Nadine Gasman. 
O ato fez alusão à campanha mundial “16 Dias de Ativismo, pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, lançada pela ONU, no último dia 18, em Brasília. A campanha ocorre quando o Mapa da Violência acaba de ser divulgado. A pesquisa revela um aumento expressivo do assassinato de mulheres negras e traz a informação de que 13 mulheres são assassinadas por dia no Brasil.
Atopelofimdaviolencia2
Dra. Nadine Gasman (ONU)
Durante discurso, Nadine falou sobre a importância da Lei Maria da Penha, considerando-a como um legado à luta das mulheres brasileiras contra a violência. Com a Lei, o Brasil se tornou a 17ª nação a adotar legislação para punir crimes contra as mulheres. A representante da ONU ainda parabenizou o governo pela instituição da Lei do Feminicídio, sancionada em março deste ano pela presidenta Dilma Rousseff. Gasman chamou atenção para o impacto do racismo, refletido no aumento de mortes e agressões às mulheres negras e classificou a campanha dos 16 Dias de Ativismo como um “movimento de empoderamento para desnaturalizar a violência contra a mulher no mundo”.
De Brasília, Ruth de Souza – Portal CTB
Fotos: Valcir Araújo

Caixa anuncia dezenas sorteadas do maior prêmio da história da Mega-Sena

A Caixa Econômica Federal sorteou hoje (25) à noite os números do concurso 1.764 da Mega-Sena, que pagará mais de R$ 200 milhões, o maior prêmio da história dos concursos. Os números sorteados são 06 – 07 – 29 – 39 – 41 – 55. Até o momento, a Caixa não informou se alguma aposta tem as seis dezenas premiadas.
O sorteio foi realizado em Cândido Mota, cidade paulista a 428 km de São Paulo e com menos de 30 mil habitantes. A Mega-Sena está acumulado há dez edições sem um ganhador do prêmio principal.
Fonte: Robson Pires

UM JANTAR PARA COMEMORAR SEUS 18 ANOS! HELOIZA VASCONCELOS, MINHA FLOR, MINHA VIDA!

 Nossa Princesa, Heloiza
 18 anos - 24/11/2015


 Momento único

 Helô e suas amigas do coração


 Amigas para Sempre!

 Heloiza com seus padrinhos: Galego e Nerice (também tia) e primo, Zé Antônio



Heitor e Heloiza

Ontem (24) fizemos uma jantar para a nossa Princesa, Heloiza Victória pelos seus 18 anos de amor, carinho e de vida em nosso convívio! Aos poucos tá se tornando mulher!

Nossa alegria, nossa expiração de continuidade em vida!  Parabéns "meu bebê", que Deus possa ti dá tudo que almeja e a proteja dos males da vida!  Todos nós ti amamos! Uma singela homenagem pelos seus 18 aninhos.  Beijos do teu pai, Eduardo Vasconcelos, de sua mãe, Nizia Maria e de seu irmão, Heitor Vasconcelos.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

PARABÉNS MINHA LINDA FILHA, HELOIZA VICTÓRIA, PELOS SEUS 18 ANOS! NÓS TI AMAMOS

Dia 24 de novembro de 1997, aproximadamente ás 10 horas da manhã na PROMATER-NATAL, nascia uma pequena estrela e hoje minha grande estrela! HELOIZA VICTÓRIA! Ocupando em meu coração um espaço só dela. 

Menina sapeca, levada, meiga e hoje uma moça inteligente, linda por dentro e por fora... Meu presente, que Deus em sua perfeita perfeição. Sou e sempre serei um homem feliz e realizado. Helô, já discutimos, já "brigamos", mas em apenas um segundo já me arrependia de tudo que tinha dito, pois o AMOR e o CARINHO que tenho por ti era e sempre será MAIS FORTE! Hoje mais um dia especial para ti, mas muito mais ESPECIAL para mim.... 

Você em minha vida! Minha continuação de vida! Minha estrela radiante! És ainda a minha pequenina, que inclusive me dá conselhos e muitos deles o segui e lhe agradeço. Será sempre o MEU PRESENTE! 

Peço a Deus que ilumine seus passos e que sua vida seja repleta de amor, carinho, sucesso e que continue sempre espalhando esse amor que tens pelas pessoas e em especial pelas crianças. 

TENHO PLENA CERTEZA QUE VENCERÁS NA VIDA e CONSEGUIRÁS ATINGIR SEUS OBJETIVOS NA SUA VIDA PROFISSIONAL. Heloiza HOJE É O SEU ANIVERSÁRIO, MAS QUEM GANHA PRESENTE SOMOS TODOS QUE TI AMAMOS. Do papai, EDUARDO VASCONCELOS.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

EDUARDO VASCONCELOS ENTREVISTA, NIVALDO MELO - PREFEITO DE BAÍA FORMOSA/RN - POLÍTICA E AÇÕES


Prefeito de Baia Formosa/RN, Nivaldo Melo/PSB
 Antes da entrevista... um encanto!  Praia do Portal
 Após a entrevista uma foto da Praia do Porto, antes de ir embora

Uma ótima carona de volta pra casa com caminhoneiro e amigo, Léo da Charque

Hoje (23) pela manhã estive em Baía Formosa/RN para uma entrevista rápida com o Prefeito, Nivaldo Melo.  Falamos de política e prioridade nesta reta final de seu governo.

Quanto a política, Nivaldo Melo ainda não tem candidato para apoiar, visando a sua sucessão. Existem hoje 4 (quatro) pré candidatos, são eles: Otávio Queiroga - PRB (advogado); Adeilson Gomes - PSD (comerciante); Marcos Marinho - PSB (advogado) e Jocelino Rodrigues - PDT (comerciante).

Para Nivaldo Melo ainda é cedo para tomar partido e só se pronunciará para o ano. Todos terão tempo de conversar com a população mostrar suas plataformas de ações, caso um dos pré candidatos venha ser eleito e conquistando assim evidentemente o eleitorado formosense.

Na parte de ação, Nivaldo Melo destacou o Projeto de Casas Populares em parceria com Governo Federal,lembrando que já foram mais de 600 entregues população necessitária e na parte do calendário oficial Nivaldo Melo falou que manterá o BF FOLIA, será o 7º, mas tudo dentro dos limites da prefeitura.  Para o prefeito o importante é manter as ações existentes, mas com muita responsabilidade nas aplicações dos recursos.

O prefeito que assumir em janeiro de 2017 encontrará uma prefeitura enxuta, com o pagamento do funcionalismo em dia e com ´várias obras feitas e as finanças controladas.

Nivaldo lembra, que já no próximo final de semana 27 e 28, Baía Formosa sediará o Festival de Cinema e aproveitou para convidar os novacruzenses para se fazerem presentes, além de toda a região do Agreste Potiguar e Litoral.

Do Entrevistador:

Política: As eleições de 2016 em Baía Formosa sem dúvida nenhuma passa pelo Prefeito Nivaldo Melo, mas consciente e firme em suas colocações, o próximo candidato tem que ter garra, determinação e vestir a camisa, defendendo todos os formosenses, ou seja, trabalhar para a população, fazer obras que atenda as demandas da cidade, como vem ocorrendo hoje.  Tem que pensar na cidade e em seus problemas dando as mãos a população e procurá-los resolvê-los.

https://www.facebook.com/Prefeitura-Municipal-de-Ba%C3%ADa-FormosaRN-221998804674731/


Fotos divulgação - Google - Baía Formosa/RN, és e sempre serás FORMOSA!

BAÍA FORMOSA - Litoral Sul Potiguar. Cidade de lindas praias (Portal, Bacupari, Cacimba e Porto), de lindas lagoas (entre elas a da COCA-COLA),  de grandes surfistas, com títulos brasileiros e mundiais, terra de grandes carnavais folias, gente hospitaleiras, terra da albacora e do caranguejo. Com ótimas pousadas e hotéis. 
 Terra do Surf Brasileiro

 Terra de um Lindo Por do Sol
 Terra de lindas lagoas

 Terra bem localizada - BR 101

 Passeio de carro 4 X 4 - Beira Mar
 Terra de Caminhadas pelas orlas 
 Terra de Trilhas
 Praia do Porto
 Lagoa da Coca Cola

 Terra dos Golfinhos
Terra de lindos passeios de bugres